Aventuras e desventuras dos professores, formadores, contratados ou a recibos-verdes que leccionam na Escola Pública, Profissionais, Colégios, IEFP's, Casa Pia, TEIP's em cursos de UFCD's, EFA's, EFJ's, CNO's, AEC's PIEF's, ...

Aceitam-se contributos: eanossaescolinha@gmail.com



sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

MAS ENTÃO, MAS ENTÃO...

Mas então a OCDE não tinha dito que éramos os maiores?...

Relatório 2010. Alunos não sabem raciocinar nem escrever

Poucas semanas depois de o estudo do PISA revelar que Portugal é o país da OCDE que mais progrediu na educação, chega agora o relatório do Gave que vem demonstrar que os alunos portugueses afinal estão ainda longe de conseguir desempenhar tarefas tão simples como, por exemplo, interpretar um texto poético, solucionar um exercício matemático com mais de duas etapas ou enfrentar um enunciado que não seja simples e curto.


TOMADAS DE POSIÇÃO

A/C da Bancada Parlamentar do Bloco de Esquerda

Ex.mos Senhores Deputados,


O meu nome é XXXXX e sou professora contratada de XXXXX do Ensino Básico e Secundário com mais de dez anos de serviço.

Foi com muita apreensão que tomei conhecimento do Projecto de Despacho que pretende estabelecer as regras e princípios orientadores a observar, em cada ano lectivo, na organização das escolas e na elaboração do horário semanal de trabalho do pessoal docente.

Muitas são as razões de preocupação para os professores deste país, e em particular para os professores contratados, que vêm o número de horários reduzir abruptamente de um ano para outro. O desemprego e a precariedade são certas para maioria de nós.

O que me leva a escrever-vos, no entanto, é a estupefacção que sinto quando, num projecto de despacho orientador da organização do horário semanal do pessoal docente, é completamente desvalorizada a componente individual de trabalho dos professores. Aquela que está reservada para preparar aulas, novos materiais e corrigir trabalhos e testes.

Até agora, de acordo com o Despacho n.º 11120-B/2010 a componente reservada ao trabalho individual para os professores do ensino básico e secundário era de dez horas para os docentes com menos de 100 alunos e onze horas para os docentes com 100 ou mais alunos. O novo projecto de despacho diz apenas que é o director da escola que decide qual o número de horas para a componente individual de trabalho de cada professor. O número de horas de trabalho individual passou a ser arbitrário. Dito de outra forma, caso a direcção decida, um professor pode ver o seu horário lectivo de 22 horas preenchido até às 35 horas com actividades de substituição, apoios, projectos, etc...

Este é um assunto particularmente caro aos professores. Especialmente para aqueles que preparam as aulas, que gostam de adequar os materiais ao tipo de alunos que têm e que diversificam a avaliação. Tirar-nos essa componente é esvaziar a nossa profissão. Mais ainda.

Eu sou só uma professora e não sei quais os trâmites por que passa um decreto até ser publicado. Mas é com alguma esperança que a vós me dirijo. Até porque não esqueço que foi o Bloco o primeiro partido da AR a dar voz aos professores numa altura em que a palavra de ordem não nos era de todo favorável. Bem hajam por isso.

Com consideração, XXXXX


quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

SOBRE A CORAGEM NA POLÍTICA

Quando escrevi o post Dúvidas Existenciais, questionava-me como é que, com horários lectivos de 22 horas e considerando uma componente não lectiva individual de 10 a 11 horas, seria possível manter projectos, apoios, aulas de substituições, avaliação de colegas, etc.

Agora, o Projecto de Despacho para a organização do tempo lectivo 2011-2012, disponibilizado pelo colega Paulo Guinote no seu blog, vem esclarecer a questão. E a solução esteve sempre ali: bora reduzir a componente não lectiva individual!

Não que o Despacho tenha a frontalidade de o assumir, mas, ao por nas mão dos directores das escolas o número de horas a disponibilizar para essa componente, e não abrindo o ME mão das suas bandeiras, a única forma das escolas manterem as actividades extra lectivas é reduzir o tempo dos professores para preparar aulas, materais e avaliações dos alunos.

E o que mais me choca no meio disto tudo é de facto a desonestidade intelectual de quem nos governa: não há dinheiro? Querem carregar os horários lectivos todos até às 22h? Sigam lá com isso - mas não à custa do trabalho de preparação dos professores. Que seja à custas das tretas que, como as aulas de substituição, pouca falta fazem ao país...mas para isso parece que não há coragem. Preferem cortar nas preparações das aulas, que sempre é coisa que tem menos visibilidade imediata...


A ÉPOCA DE FIM DE ANO É SEMPRE UMA BOA ALTURA PARA BALANÇOS

Assim como que por acaso, tropecei no Programa de Governo do PS - Sócrates para as legislativas de 2009 com o slogan "Avançar Portugal". Avançar Portugal para o abismo. E de olhos vendados e a cantar alegremente, com certeza. Enfim, foi giro de ler.

E o balanço é este:

Medidas Mistério - aquelas que não se percebe como vão ser implementadas dados os cortes previstos para 2011:
  • Assegurar a escolaridade obrigatória de 12 anos;
  • Consolidar e desenvolver a educação especial;
  • Reforçar as prestações de acção social escolar;
  • Promover o reforço das escolas em recursos profissionais que permitam a criação de equipas multidisciplinares;
  • Continuar a reforçar o apoio aos idosos beneficiários do complemento solidário para idosos.

Medidas para os amigos - aquelas que deverão seguir em frente porque beneficiam certos grupos e empresas que o Sócrates não costuma deixar descalços:

  • Conclusão do programa de modernização do parque escolar;
  • Prosseguir o apetrechamento tecnológico das escolas, no âmbito do Plano Tecnológico da Educação.

Medidas-palhaço - aquelas que foram introduzidas no Programa Eleitoral para todos nos rirmos um bocado (o país precisa de um espírito mais positivo e rir é terapêutico):
  • Introduzir, ao longo da legislatura, um novo apoio público às famílias trabalhadoras com filhos;
  • Continuar a combater os falsos recibos verdes, eliminando-os definitivamente no Estado;
  • Concretizar as medidas de combate à precariedade laboral;
  • Reforçar, ao longo da legislatura, os abonos de família das famílias mono-parentais e proceder ao aumento extraordinário do abono de família das famílias com dois ou mais filhos;
  • Criar, a partir do ano lectivo de 2009-2010, novo apoio social às famílias, para que elas possam assegurar a frequência do ensino secundário pelos seus filhos;
  • Continuar a elevar os rendimentos dos idosos;
  • Criar a Conta Poupança-Futuro, a favor de cada criança por ocasião do seu nascimento (vulgo cheque-bebé).

Medidas Julio Verne- aquelas que caem no âmbito da pura ficção:

  • Prosseguir o processo de descentralização de competências para as autarquias, com o objectivo de envolver todos os municípios;
  • Prosseguir o reforço da autoridade dos professores na escola e na sala de aula.

Pronto. Ganham em quantidade as medidas-palhaço. Balanço realizado. Um feliz 2011 para todos cheio de oportunidades e esperança.


Afunilados, Engarrafados ou simplesmente Lixados!


Ao ler o blogue do professor Paulo Guinote sobre o Projecto de Despacho, que pretende estabelecer toda a organização das escolas e na elaboração do horário semanal de trabalho do pessoal docente (clicar no título), colocam-se as seguintes X questões, do meu ponto de vista, pertinentes:

i) O que faz variar (com que critérios?) a componente individual de cada professor: a) está mais próximo do CD do que os outros? b) É gordo c) É louro?

ii) Quem fiscaliza se há imparcialidade na distribuição lectiva - a inspecção ou as simpatias políticas vigentes no momento?

iii) Interessa mesmo preparar aulas? Dão-se as mesmas por atacado, cumpre-se o programa, seguindo o manual escolar, assinam-se sumários e principalmente passam-se alunos, dando-lhes cada vez mais Novas Oportunidades?

iv) As reuniões realizam-se dentro do horário lectivo de 35 horas semanais - são pagas horas extraordinárias, atribuem-se dias de férias?

v) Sabe-se que a nova revisão do governo, em relação à flexibilidade do horário de trabalho, previstos no Código de Trabalho, vai ser reforçada e aprofundada. Assim, far-se-ão esses mesmo ajustes na educação? Nomeadamente, na criação de banco de horas, regime de adaptabilidade em toda a distribuição lectiva e não-lectiva (componente de estabelecimento e individual) de cada docente? Daqui a pouco tempo trabalha-se de graça!!!

vi) Ou far-se-ão, para além disso, contratos individuais de trabalho para cada docente, negociando-se essa mesma flexibilidade? Digo isto, porque é o que está já está a acontecer no ensino Cooperativo e Privado - tendo consequências nefastas no funcionamento de uma escola (reuniões, visitas de estudo, atendimento aos encarreagados de Educação) e na divisão da classe docente (dividir para reinar).

vii) Sendo que agora na Função Pública o horário nocturno só será considerado a partir das 22horas, que influência terá tal aspecto na vida pessoal e familiar de cada docente: reuniões até às 22h?

viii) Quando é que os políticos compreendem que a Escola não é uma empresa? É um ser vivo em (re)construção, sem fins lucrativos! Começa-se a picar o Ponto? Corrigem-se os testes na Escola?

ix) Que novos contornos assumirá a Avaliação Docente?

x) E no meio disto tudo onde ficam os conceitos: do ensino e de práticas colaborativas entre docentes& docentes, discentes & docentes ( e vice-versa), discentes & discentes; do ensino reflexivo, do famoso ensino inclusivo, da pedagogia diferenciada? Não passam de clichés - tudo isto requer horas de preparação!!!

Meus amigos estamos a ser afunilados!!!!

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

O CERCO QUE SE APERTA?

23 de Dezembro de 2010: Afinal, as escutas a Sócrates não estão todas destruídas

29 de Dezembro de 2010: Juiz não pode destruir escutas de Sócrates

29 de Dezembro de 2010: PGR processa Cândida Almeida e magistrados do Freeport


sdfs

MAIS ESPERANÇA PARA 2011

Escolas têm mais despesas, mas vão ter menos dinheiro já a partir de Janeiro

"É muito. Fiquei espantado", disse ao PÚBLICO o presidente da Associação Nacional de Directores de Agrupamentos e Escolas Públicas, que confessa estar "muito preocupado" com as consequências: "É uma redução que não vai ser possível para as escolas. Já agora a ginástica que se tem de fazer para honrar pagamentos é tremenda. Não sei como vou conseguir suportar a factura da electricidade, do telefone e da água. E é provável que, em muitas escolas, a maior parte dos projectos que têm vindo a ser desenvolvidos seja interrompida".

kf

SE NÃO ERA PARA DAR...QUE TIVESSE SIDO EM GRANDE!


Mais uma grande bandeira para 2010 que acaba enterrada. Mas não esquecida.

Uma das emblemáticas ideias eleitoralistas do Sócrates, foi aquela do cheque-bebé (aqueles 200€ que seriam depositados numa conta bancária a que o bebé teria acesso quando fizesse 18 anos - Iupi!!! Ganda ajuda!!! Bora lá procriar!!!).

Percebi depois que essa do cheque-bebé estava já enraizada pela Europa fora. Mas com lei parida, mesmo. Só cá é que o decreto abortou antes que alguém recebesse um chavo...


Ora à boleia da crise, aqui os nuestros hermanos estão também a cortar onde podem . E, assim, é cortado em 2011 o subsídio de nascimento de 2500€...2500€! E andou-se o Sócrates a babar "oferecendo" 200€!

Eu não quero ensinar o Padre Nosso ao vigário, mas se era mesmo para não oferecer, porque não ter sido em grande? Tipo "por cada criança que nasça, o governo oferece um T2 e um belo carro a que o menino(a) terá direito quando completar os 18 anos. No caso de ter nascido numa família numerosa, haverá ainda direito ao bónus de um(a) amante mantida às custas do estado. E SMS grátis durante toda a adolescência". Isso sim, seria de homem.

Agora 200€...que falta de visão de jogo!


terça-feira, 28 de dezembro de 2010

OLÁ 2011...ADEUS AEC!

As Actividades de Enriquecimento Curricular no 1º ciclo foram outra das grandes bandeiras do reinado da MLR. Que acabará por cair. O sistema foi mal pensado de início. Horário laboral para crianças de 6 anos para os papás poderem acumular empregos e para suportar a flexibilidade dos horários de trabalho tão grata ao governo Sócrates.

Os autarcas, ao cheirarem dinheiro e poder, até arfaram...mas agora, agora percebem que o presente sempre esteve envenenado e tentam safar-se.

Curiosamente, o facto de o tapete lhes ser tirado, não era nada que não se esperasse. Fosse um grande negócio e o Ministério da Educação teria ficado com ele...mas não - o prazer de contratar professores (a recibo verde) e funcionários era irrecusável...só demonstra mesmo a qualidade dos autarcas que temos...


quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

PRIORIDADES

Dois terços da ajuda anticrise foram parar ao sector bancário


Segundo o parecer do Tribunal de Contas sobre a Conta Geral do Estado desse ano, ontem divulgado, 61 por cento dos 2,2 mil milhões de euros foram para a banca, 36 por cento para as empresas e um por cento para o apoio ao emprego.


quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

DICIONÁRIO ILUSTRADO

Isto é um escaravelho das palmeiras:
Isto é o Linkedin:
E isto são os ratos a abandonar o navio enquanto afunda:

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

E UM FELIZ NATAL PARA TODOS!


Imagem retirada daqui

EM NOME DA TRANSPARÊNCIA

Governo recusa revelar despesas dos gabinetes

Estão em causa os gastos dos ministros, secretários de Estado, chefes de gabinete e assessores com telefones pessoais, subsídios de renda de casa e compras feitas com cartões de crédito, bem como as respectivas resoluções de Conselhos de Ministros que as autorizaram - e que o Executivo recusa revelar.
hfh

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

INSÓLITOS DA VIDA REAL


O professor do Instituto Menénez Tolosa, em La Línea de la Concepción, Cádiz, estava a dar uma aula de geografia quando, ao fazer referência aos diferentes climas de Espanha, disse que o frio próprio de Trévelez, em Granada, favorecia a cura dos presuntos.

Foi nessa altura que um aluno muçulmano considerou que o exemplo era uma ofensa à sua crença. A família apresentou queixa na polícia, que se deslocou à escola para interrogar o professor.

O professor, que conta várias décadas de experiência e continua a dar aulas, foi acusado do crime de "maus-tratos de obra com motivações xenófobas". O artigo 525 do código penal espanhol contempla penas de multa para quem ofenda "os sentimentos de membros de uma confissão religiosa".

A notícia aqui

E penas para quem ofende a inteligência da generalidade da sociedade, não há disso?


DÚVIDAS POR ESCLARECER



Há questões que de facto me ultrapassam...

Portugal continua na linha da frente da precariedade


Portugal é o país onde há maior dificuldade em equilibrar trabalho e vida pessoal


FMI pede mais flexibilização laboral para Portugal



domingo, 19 de dezembro de 2010

O QUE É UM CUBO DE ENSAIO?


A professora de Física e Química do 8º ano jura que fez muitas actividades experimentais ao longo do período. E que sempre mencionou o termo "tubo de ensaio". Sem nunca fazer nenhum reparo especial ao nome do objecto porque lhe pareceu que era daqueles casos em que o sentido da palavra ia directamente ao encontro da forma geométrica da coisa. Mas isso é para ela, que está para ganhar um Nobel...

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Reminiscências (Private Joke!)


Vocês sabem que eu sei, de quem se trata!!!


Poder-me-ia tirar o pé de cima!!! Está-me a PISAr!


Fig. 1- Relatório PISA-nos!

Estou irritado :S!!!

Detesto aquela desculpa esfarrapada: "- Vou passar todos, que é para não ter problemas!" Isto depois de um período inteiro terem dito na sala de professores: "-Aquele aluno é insuportável, aquela turma não vale nada! Eu faço e aconteço!!!" Quando chegam às reuniões de CT, a abóbora transforma-se num Ferrari, com a célebre afirmação: "Eu não tenho nenhum problema com esta turma, todos são uns santos e tiveram todos aproveitamento!"

Foi à custa desse facilitismo no ensino que chegámos a este estado! Se os professores resistissem à pressão da burocracia emanada pelo ME e se dessem ao trabalho, sim, porque dá trabalho, talvez tivessemos mais respeito próprio e, consequentemente, os outros também teriam mais respeito por nós!

Certamente, também estariamos mais 5 lugares atrás, no relatório anual de avaliação dos alunos - PISA!! Deixámo-nos ir andando, pisados, debaixo da pressão da média europeia e abaixo, mesmo assim, continuamos!

Trata-se o ensino como uma matéria prima, à distância, volúvel ás leis da física, enquanto que os políticos se esquecem de que lidamos com ser humanos impevisíveis em constante reconstrução e em crescimento!

E onde fica o Conhecimento, Esforço e Curiosidade? Substituídos pelo "Coitadinho!?"

PS: Não quero com estas afirmações ser o paladino da ética docente, mas há afirmações dos nossos colegas que me irritam indecentemente!!!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

SABE BEM PAGAR TÃO POUCO

Pingo Doce. Sabe bem pagar tão pouco...aos colaboradores saidinhos directamente das NO!
Imagem retirada daqui

sábado, 11 de dezembro de 2010

...E ESTE ALUNO TAMBÉM NÃO

E este aluno, do 10º ano de um curso profissional, também não deve ter feito parte da amostra.

Mas fez, com certeza, parte da estatísticas dos que completaram o 9º ano com sucesso...

O texto passado a limpo:

"Venho por este meio informar ao presidente da camara municipal que tem obras a fazer na cidade. Nas zonas que eu moro estão algumas casas a cair por quausa do abandono. E estas casas estão a afectar a minha casa algumas paredes do lado do visinho que esta a casa abandonada espero que em breve fasam obras para não aver estragos na minha abitacão."


Imagem retirada do blog A Educação do Meu Umbigo

ESTA ALUNA NÃO DEVE TER FEITO PARTE DA AMOSTRA...


No entanto, quando surgem estudos cujos resultados vão contra a sensibilidade de todos os que estão no terreno, alguma coisa terá de estar errada...

O texto que se segue foi escrito por uma aluna do 8º ano que, de certeza, não fez parte da amostra estatística.

Para o caso de não se perceber bem a letra, eu passo o texto a limpo:

"No futuro gostaria de ser uma dotora que podesse cuida davida de varias pessoas... quando um dia se porventura chego uma mulher a uma cerrugia e fica super preocupada se ia sai bemda serugia ai uma dotora chegou e desse para ela cauminha colega vai correr tudo otimo ai ela agraceu a dotora. e sau tudo otimo a serugia dela fica bem."




sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

A SORTE QUE NÓS TEMOS...

Aula com um dos 8º anos.

Eu tão entusiasmada a dar uma matéria a que acho piada, e um burburinho que não pára numa zona da sala.

- Eh pessoal! Mas vocês estão-me a ouvir? Que conversa é essa?

Ares pesarosos:

- Tamos a falar do V., stôra!

- Qual V.?

- É lá do bairro. A mãe morreu com SIDA e ele vivia com um velhota numa casa, mas agora a velhota morreu e a assistente social não lhe dá mais de 300€ e ele tem de pagar água e luz e comida e assim anda a dormir no corredor das outras casas e, coitado, faz um biscates por lá. É que ele também tem a cara toda deformada porque quando era pequeno um carro da polícia lhe passou por cima da cabeça...

E eu sem perder a oportunidade:

- Estão a ver? Vocês têm é muita sorte porque têm pessoas que se preocupam com vocês e têm comida quando chegam a casa. E às vezes andam aqui na brincadeira sem aproveitar as aulas nem a escola, a portarem-se que é uma vergonha.

Todos com um ar circunspecto a pensar na sorte da vida que têm e na vida que lhes calhou em sorte...até que a R., com um suspiro:

- Bem, em casa da minha mãe nem sempre tenho comida, mas em casa da minha avó, posso sempre comer. Temos sorte, é verdade.

E eu fiquei assim a inspirar fundo, porque, de facto, a sorte é um conceito muito relativo...


Esta é a nossa iscolinha, certo OCDE?

Formanda... O stor só trabalha nesta escola?
Eu............ Não. Também trabalho no IEFP.
Formanda... Isso quer dizer o que? Deve ser Iscola de qualquer coisa.


Para os Srs. da OCDE, do INE, do ME:

A iducassão em portugal exta tam bem. Estamus mesmu a ivuluir. Pelo menus os numeros nã enganam.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

ÀS VEZES, A AULA QUASE PEGA FOGO...

Tenho uma turma de 8º ano em onde é sabido que, periodicamente, alguém tece um comentário desapropriado.

Mais uma vez foi protagonista o N. que, do nada, afirma:


-Sabe professora, a mãe da R. é cá um pedaço!

A R. é colega de carteira do N., com veia de vendedora na xepa. O sangue subiu-lhe logo à cara e a voz saiu-lhe logo alterada:

-Stôra, viu? Viu o que é que ele disse?


E eu a acalmar os ânimos:

- Então, N.. Eu não acho nada de especial que a mãe da R. seja gira. Se a R. é tão engraçada, é normal que a mãe também seja...

Mas o N. volta à carga:

- Não, mas a mãe da R. é memo boa!


E eu piscando o olho:

- E não conheces tu a avó...

E respirei fundo quando vi o riso a desanuviar a tensão (sim, mais um bocado e a R. ia à cara do outro...). Às vezes, a aula quase pega fogo...


terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Eric Cantona, um revolucionário muito tótó!!! :(


De boas revoluções, digo, intenções está o inferno cheio!!!!

Cito:"O movimento Stopbanque, lançado pelo ex-futebolista Eric Cantona na internet, pretende incentivar os clientes dos bancos a retirarem todo o seu dinheiro das instituições. O objectivo é levar os bancos ao colapso. E hoje é o dia marcado para o saque.

O movimento, disponível no endereço www.bankrun2010.com, agendou a acção para este dia 7 de Dezembro e, apesar de ter começado em França, começa a ter adeptos em vários outros países. Portugal também já faz parte da lista, a par com Inglaterra, Itália, Dinamarca, Grécia, México, Islândia e República Checa.

60 mil seguidores

O ex-avançado do Manchester United, que tem hoje 44 anos de idade, tem cerca de 60 mil pessoas dispostas a responder ao seu apelo de revolução."
«Este é o primeiro grupo de acção espontânea, a fim de proteger-vos da comunicação social e corrupção política e nos libertar da escravidão que nos foi imposta pelos grandes banqueiros», diz a página do movimento."

In sítio da Agência Financeira

Foi pena é que o cromo, passadas uma horas, voltou a depositá-lo - espero que não tenha sido no BPN!! ( a minha avó é que tinha razão, "guarda-o em casa, meu neto!")

NEM SEMPRE É MAU...

Aula com o 9º ano. Um bocadinho maçuda, com muito ditado para organizar o caderno da turma. Última aula da manhã de um dia chuvoso e frio. Até a mim me apetecia ir para casa.

A meio de uma frase que estava a ser ditada, toca para saída.

Bem, fica para a semana, digo eu.

Que é isso, stôra! A gente escreve tudo. Escreve, não escreve, malta? E o J. levantava a voz e os braços, enquanto se virava para os colegas e me deixava estupefacta junto ao quadro.

E a malta escreveu tudo. E a professora desejou um bom fim-de-semana e agradeceu a boa vontade. Às vezes sabe bem. Nem sempre é mau…


segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

A TEORIA DO COPO MEIO CHEIO...

Hoje no jornal:

Financial Times considera Teixeira dos Santos o 16.º melhor ministro europeu

Que é, como quem diz, o 4º pior ministro da UE. Já foi considerado o pior mesmo. Portanto, está a progredir. Parabéns, senhor ministro!


domingo, 5 de dezembro de 2010

O DIA EM QUE LEVEI UMA ABADA A HISTÓRIA DA MINHA FILHA DE 7 ANOS

Este é um blog de educação escrito geralmente na perspectiva dos professores. Mas a comunidade educativa integra também os alunos, os funcionários e, muito importante, os Encarregados de Educação.

O texto que se segue foi enviado por mail por uma mãe. E que eu reproduzo na íntegra.

"Eu gosto muito de histórias. E nesse sentido gosto de livros históricos e filmes épicos. Por causa das tricas, das amantes, dos bastardos e dos filhos da mãe traidores que pululam por esses tempos fora. Especialmente quando os maus são castigados em grande, para mitigar a minha sede de justiça. Daí a gostar de História, vai um passo gigantesco - gosto dos episódios sórdidos, das personagens sinistras, das atitudes heroicas, mas - é um facto - nunca me dou ao trabalho de decorar datas nem de contextualizar a acção no momento histórico correcto.

Assim, quando hoje, 1 de Dezembro, durante uma ida às compras com a minha filha R., lhe pergunto qual o motivo do feriado, estava a ser genuína. Não a armar-me em mãezinha que quer avaliar os conhecimentos da sua filha de 7 anos. Eu sei que a professora dela costuma falar dos feriados e quis mesmo aproveitar para saber sem me dar ao trabalho de procurar a informação.

- Olha, mãe, nós lemos um texto sobre isso na escola. Tem a ver com reis espanhois que estavam em Portugal. E depois os portugueses voltaram a governar o país.

- Ah! A Restauração da Independência!

- Pois. Os reis espanhois chamavam-se Filipes e o português era o rei João.

Pronto. Aí fez curto-circuito na minha cabeça. Eu tinha lido no Verão o livro da Stilwell sobre a Filipa de Lencastre. E D.João a lutar contra os espanhois passou a ser para mim o Mestre de Avis, assim numa viagem aluciante de mais de 200 anos para trás.

- Os reis espanhois governavam muitas terras e não podiam estar sempre em Portugal, por isso havia uma traidora que governava por eles - continuou a R.

- Sim! Leonor Teles! - digo eu entusiasmada.

Aí a R. fica um bocado confusa:

- Leonor Teles? Não era esse o nome que vinha no texto. Era uma duquesa. Uma duquesa de Mântua, ou assim.

- Se calhar a Leonor Teles era uma duquesa, não sei. Mas este era o nome dela. Uma mulher vil que controlava o país com o Conde de Andeiro.

- Conde de Andeiro? Não me lembro. Havia era outro traidor, chamado Miguel.

- Eh pá, se se chamava Miguel, não sei. Geralmente, fala-se nele como Conde de Andeiro. Acho até estranho que no texto que tenhas lido lhes dêm esses nomes. Tens o texto em casa para eu depois ler?

- Não. Bem, depois o rei de Portugal, João IV...

- João IV?!? Oh R., não te estás a enganar? Eu tenho a certeza que é D. João I, o Mestre de Aviz.

- Não, mãe. Isso tenha a certeza. D. João IV.

E eu, numa derradeira demonstração de ignorância :

- Bem, se calhar é mesmo D. João IV, Mestre de Avis...

E passei o resto do caminho a debitar toda a minha cultura sobre o Mestre de Aviz, Filipa de Lencastre e a respectiva descendência.

Quando chegámos a casa, chamo-a para junto de mim:

- Olha R., vamos lá aqui á Internet para tirar a limpo a história dos nomes do texto que leste na escola.

E foi aí que eu fiquei assim a modos que com vontade de bater com a cabeça no teclado. Muitas, muitas vezes. Porque agora nunca mais me esquecerei da efeméride do 1º de Dezembro. Foi quando levei uma abada a História da minha filha de 7 anos. "


sábado, 4 de dezembro de 2010

CRIMINOSA É A TUA TIA, PÁ



Descobriram agora que, com o encerramento das escolas de província e com as primeiras neves que obrigaram ao corte de estradas, duplicou o número de alunos sem aulas.

Eu conseguia arranjar tantas e tantas outras inconveniências que duplicaram desde que obrigam crianças do 1º ciclo a abandonar o seu meio para, depois de se levantar de madrugada para apanhar a carreira, passar um dia inteiro num centro onde não têm família nem apoio...mas enfim, o Sócrates considerou que seria "criminoso" não encerrar escolas com menos de 20 alunos. Outra pérola que não pode ser esquecida.


ISTO, ISTO É QUE SÃO PROTESTOS...



03 de Dezembro de 2010:
Às 17h, em Madrid, cerca de 70% dos controladores aéreos dos aeroportos espanhóis levantou-se das cadeiras, apresentaram baixas médicas e foram para casa;


04 de Dezembro de 2010:
Controladores aéreos espanhóis comparecem mas recusam-se a trabalhar;

Espaço aéreo espanhol fechado até às 12h00;

Governo espanhol preparado para declarar estado de emergência.

iytf

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

OLHA, CONTRATARAM O RAPAZ...

Olha, parece que contrataram um dos alunos de que por cá se falou...

egre

PORQUE É QUE É TÃO BOM VIVER NO BAIRRO


Um grupo de alunos do 8º ano de uma turma minha a explicar-me porque é que é tão bom viver na zona mais degradada do bairro:

"É muitá bom viver no bairro, stôra. Tamos à vontade, ninguém faz mal a ninguém. É seguro porque os ladrões nunca roubam perto de casa, eh, eh! Só a casa do N. é que foi assaltada quando ele veio de Angola porque era novo e ninguém o conhecia. Roubaram 5 anéis de ouro do pai dele. Daqueles assim grossos - valem bué! A gente anda memo à vontade lá no pátio. De manhã, acordamos e vestimos um pijama lavado e andamos assim no pátio o dia inteiro. Até vamos de pantufas ao supermercado - é o máximo! Os moços a jogar sempre à bola é que é uma chatice porque partem os vidros todos. Há lá uma casa que não tem um único vidro inteiro. Mas isso também é culpa das pessoas porque não põem grades nas janelas..."


quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Gente lúcida, gente inteligente

O estado da educação vista por José Pedro Gomes. Ainda bem que ainda existem algumas (poucas) pessoas lúcidas.

O DESAFIO DAS TURMAS MULTI-RACIAIS


Dar aulas a turmas multi-raciais dá nisto.

Numa aula com o 9º ano, depois de 90 minutos a insistir numa tarefa simples que os alunos não conseguiam sistematizar, exteriorizo a minha frustração com a seguinte infeliz escolha de palavras:

- Eh pá, se não consigo explicar-vos isto ainda pinto a minha cara de preto com a vergonha.

Resposta pronta de um dos brancos da turma:

- Assim ficava parecida com alguns colegas nossos...


Sócrates e o Bagdad BOB, primos-irmãos?

O Sócrates faz-me lembrar o Ministro da Informação (Muhammed Saeed al-Sahaf, "Bagdad Bob", para os americanos) do Saddam Hussein , na segunda guerra do Golfo...

Já as tropas do FMI, digo, americanas tinham tomado, Portugal, digo, o Aeroporto de Bagdade! E até parecia que tudo estava bem, que tinham saído da crise, digo, tinham ganhado a guerra!

O primeiro suicidou-se, o segundo está a cometer o seu suicídio político!!!

Fig.1 -"Bagdad Bob"
















Fig. 2 - Lisbon Little Josef (Zézinho)

ENSINO NO SÉCULO XXI #2