Aventuras e desventuras dos professores, formadores, contratados ou a recibos-verdes que leccionam na Escola Pública, Profissionais, Colégios, IEFP's, Casa Pia, TEIP's em cursos de UFCD's, EFA's, EFJ's, CNO's, AEC's PIEF's, ...

Aceitam-se contributos: eanossaescolinha@gmail.com



segunda-feira, 30 de abril de 2012

UMA PONTE É UMA PASSAGEM... PARA OS FERIADOS...

Interessante a polémica discussão que se arrasta sobre os feriados que vão acabar... questões históricó-religiosas todas elas importantes na nossa cultura lusitana. Até, imagine-se, propõe-se um referendo, gastando ainda mais dinheiro dos contribuintes... e... afinal... amanhã é feriado e hoje houve centenas de pontes em muitos concelhos do nosso pais! Que palhaçada!



 E que tal :

i) Gozar os feriados há segunda ou à sexta, mesmo que calhassem às quartas-feiras - todos ficariam felizes, pois haveria fins-de-semanas prolongados e poder-se-iam desfrutar uma mini-férias apetitosas!
ii) Promover-se-ia o Turismo Nacional e toda a economia inerente, através do convite ao consumo, com o jingle: "Saia cá dentro no seu feriadinho, gozado encostadinho ao fim-de-semana!"
ii) Manter-se-iam, assim, TODOS os feriados!
iii)  Não se descobriu a pólvora - apenas um pouco de bom senso!
iv) Como disse, o nosso antigo  primeiro ministro, no século passado, agora presidente na decadência:
"Deixem-nos trabalhar!"; eu diria mais: "Deixem-nos ganhar a vida, para pagar as dívidas e usufruir um pouco!"

quarta-feira, 25 de abril de 2012



UM PEQUENO TRIBUTO AO SALGUEIRO MAIA, O ESTRATEGA DA REVOLUÇÃO, E QUE FOI O ÚNICO QUE NÃO SE AGARROU AO PODERZINHO, TÃO SABOROSO, QUE LEVOU MAIS UMA VEZ "AO ESTADO EM QUE CHEGÁMOS". UM BRINDE À SUA MEMÓRIA!

terça-feira, 24 de abril de 2012

Maria do Carmo Vieira, para Ministra de Educação ou, no mínimo, para substituir o Mário Nogueira


A minha Guru do inconformismo docente... Que grande manifesto!


NÃO NOS ATIREM AREIA PARA OS OLHOS!

Uma grande voz para entrar em ZEN!

Coragem na Escola

Grande reportagem da TVI

Talvez se calem aqueles que dizem que os professores têm férias a mais e não fazem nada...

Se não fossem as pausas lectivas e a componente individual dos docentes que cada vez está mais reduzida ou praticamente inexistente - principalmente no ensino cooperativo e privado - tudo seria ainda mais difícil...

domingo, 22 de abril de 2012

sábado, 21 de abril de 2012

PLENÁRIO DOS PROFESSORES/EDUCADORES CONTRATADOS - SPGL



Hoje é@nossaescolinha esteve no PLENÁRIO DOS PROFESSORES/EDUCADORES CONTRATADOS - SPGL, realizado a 21/04/12, na sede em Lisboa. Eis a súmula da reunião:

i) Concursos de Contratados:


  •  2ª fase - Finais de de Julho de 2012 - é preciso ter atenção à forma como se concorre - não concorrer apenas a horários completos);
  • Espera-se um decréscimo no número de contratações, devido: DCE's (Destacamentos e Condições Específicas), DACL's (Docentes com Ausência de Componente Lectiva) e DAR's (Destacamentos com aproximação à residência)- deste modo as renovações nas escolas estão certamente em risco;
  • As avaliações da ADD do ano lectivo anterior só vão contar para as renovações;
  • Para o ano que vem, se tudo continuar na mesma, as avaliações serão realizadas somente aos professores que atinjam os 180 dias de serviço - quem não atinja este valor será penalizado nos concursos de professores do ano seguinte; 
  • Prevê-se o final das escolas TEIP - pois o financiamento do POPH acabará no final de 2012 - resta saber se estas escolas se transformam em escolas com autonomia;
  • As Cíclicas (reservas de recrutamento) serão realizadas até ao mês de Dezembro de 2012;
  • Oferta de Escola: 50% contará a graduação, o resto irá para a análise curricular e entrevista - só os 5 primeiros professores graduados serão chamados para entrevista. serão afixadas listas para quem se sinta lesado, possa reclamar.
  • Pagamento da Caducidade dos Contratos - os professores poderão reclamar a caducidade dos    contratos  do ano lectivo anterior e do vigente, num prazo de um ano, até ao dia 12 de Abril de 2013 (data da última sentença favorável aos docentes que reclamaram - esta data pode ser protelada, caso haja mais sentenças favoráveis aos docentes) - os docentes devem reclamar: houve 9 vitórias em tribunal e 2 derrotas (no Tribunal de Leiria, com a mesma juíza);
  • O SPGL não se sabe (nem tem estudos) do impacto de abertura do ensino obrigatório até ao 12º ano, na constituição de novas turmas - este próximo ano lectivo começa-se com o 10º ano obrigatório;
  • (Não esquecer de entregar as Declarações de Oposição ao Concurso, nas respectivas escolas).

ii) Provas de Ingresso para a Carreira de Docente - Quem as fará? Com que tempo de serviço? Ninguém sabe... Apenas se sabe de algumas intenções: só ingressará na carreira quem tiver 14 valores na Prova e um Bom na avaliação, até 23 de Junho de 2010 (assim muitos docentes ficarão de fora) e as avaliações do ensino privado possivelmente não contarão...


iii) Revisão curricular - Grupos afectados: EVT/Educação Tecnológica/Música; Português e Matemática na eliminação do estudo acompanhado (mas para mim é um pouco ilógico, pois foi dado mais um tempo letivo para ambas disciplnas e fica ela por ela...); Físico-Química que perde os desdobramentos.

iv) ADD: 

  • avaliação é obrigatória para todos os docentes, mesmo os efectivos;
  • A Avaliação de foi simplificada - relatório de 3 páginas e nada mais - os pedagógicos não podem criar mais papelada paralela; caso haja, deve ser contestada;
  • Os prazos das reclamações devem iniciar-se à data da tomada de conhecimento, por parte do professor.
vi) Prestações sociais:

  • Majoração de 10% no subsídio de Desemprego para os casais que estejam desempregados;
  • Só tem acesso ao subsídio de desemprego quem descontou mais de 360 dias - anteriormente 450 dias;
  • Ao fim de 6 meses de subsídio, este reduzir-se-à para 10% do seu valor inicial;
  • Aconselha-se a verificar os descontos na Segurança Social.
vii) Aprovação de uma Moção apresentada por um digníssimo sócio: 
  • "um Plano de Acção coerente (...) que culmine com a greve às avaliações finais deste ano letivo". Assim bastariam fazer dois professores greve, por conselho de turma, e as reuniões seriam adiadas - o mal desta medida é que poderemos perder as nossas férias em Agosto/divisão de professores - mas esta seria a última opção, caso o governo recusasse continuar a negociar...
  • Resta saber se esta  moção é aprovada pela Direcção Central do SPGL e posteriormente pela FENPROF - o que  sinceramente duvido... Porém fizemos o nosso papel ...
  • Este Plano de acção, caso culminasse na greve às avaliações, deveria elucidar bem as consequências da mesma (greve) -  os associados deveriam ser bem apoiados e bem elucidados pelo gabinete jurídico dos sindicatos, senão certamente iria reinar o pânico entre os professores. Estes teriam que se sentir minimamente seguros e escudados pelos sindicatos - é para isso que servem!

 A SALA ESTAVA "REPLETA" DE PROFESSORES CONTRATADOS - 20 PROFESSORES


quarta-feira, 18 de abril de 2012

Risk ou Bingarice?

Já concorri à primeira fase  do concurso de professores contratados... Uf, estava a ver que nem abria...

Enfim, mais um aninho, mais uma vez precáriozinho, mais uma vez um contratozinho, um ordenadinho e um tempo de serviçozinho, lindinho... (hoje apetece-me escrever com diminutivos, para demonstrar o meu humilde desagradozinho, por ainda não ter entrado nesta digníssima carreirazinha, bem paga!).



Fazendo um flashback à minha deliciosa juventude inconsciente, isto faz-me lembrar o jogo de tabuleiro - o Risco - poderemos ser colocados em Kamchatka ou nos Palop's...


Uma bingarice, digo eu...

terça-feira, 17 de abril de 2012

Relax don't do it! Jazz it!

Porque há vida, para além da escola...
Porque este frio nunca mais acaba...

Que tal  JAZZarmos?!

UMBIGUISMO - UMA CÓLICA DOCENTE!

Eis, esta publicidade de uma campanha para se utilizarem os transportes públicos... vejam, por favor:
No entanto esta campanha poderia ter um sentido mais amplo, metafórico, aplicada à classe docente:



Se os professores (formiguinhas) fossem VERDADEIRAMENTE unidos, poderiam defender-se de um qualquer ataque, de um qualquer Ministro da Educação (papa-formigas) - isto no melhor dos mundos possíveis. Mas, a realidade é outra - cada um preocupa-se com o seu próprio umbiguinho, qual cooperativismo, qual quê?! UMBIGUISMO!

Contudo, todavia, porém, não passo de uma formiga descompensada, também isolada, inconformada, à procura do meu próprio formigueiro... ou de um bom piquenique... talvez seja este blogue... ;)

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Depois venham falar de Kalidade e de políticas centradas nos alunos!

 A medida do Governo de aumentar o número de alunos por turma, entre o 5.º e o 12.º anos, dos actuais 28 para 30 estudantes é, na minha modesta opinião, pouco ambiciosa: deveria aumentar, sim, para 100 alunos por sala, digo por auditório, como no ensino superior. Deste modo, atingiríamos a kalidade de ensino que tanto se ambiciona. Digo isto, porque segundo o Mister Crato (na imagem, em baixo, a tentar colocar mais alunos nas escolas), não está provado que com turmas constituídas com um maior número de alunos, o ensino não perde calidade... E depois venha a OCDE dizer que o nosso ensino deve ser mais centrado no aluno... será talvez em powerpoints de ensino em massa (neste caso, carninha picada do Mister Crato)...


Desculpem-me, Pink Floyd!

quarta-feira, 11 de abril de 2012

HÁ NOVIDADES: CONCURSO DE DOCENTES - CONTRATADOS, OFERTAS DE ESCOLA, ETC.

Informações sobre a reunião FENPROF/DGAE realizada em 11 de abril de 2012

Informações sobre a reunião FENPROF/DGAE realizada em 11 de abril de 2012
Calendário dos concursos:
Contratação – 16 de abril (início de candidatura) – julho – (manifestação de preferências)


Condições específicas - maio de acordo com despacho a publicar oportunamente
- maio de acordo com despacho a publicar oportunamente
Mobilidade interna – junho (em princípio de acordo com a nova legislação que entretanto deverá ter sido publicada).
– junho (em princípio de acordo com a nova legislação que entretanto deverá ter sido publicada).
Reserva de recrutamento – setembro.
– setembro.
Oferta de escola – setembro.
– setembro.
1. Concurso para contratados abrirá 2ª feira dia 16 de abril. Em princípio o aviso de abertura será publicado na 6ª feira 13 de abril.
2. As regras do mesmo ainda serão as anteriores (constantes do DL 20/2006 com a redação do DL 51/2009);
3. A avaliação (por ter sido revogado o Decreto Regulamentar 2/2010), excecionalmente, este ano, não fará parte da graduação dos concursos;
4. Podem-se repetir escolas e tipos de horários (concorrer para anuais e repetir para anuais e temporários);
5. Em julho será a 2ª parte (manifestação de preferências) do concurso de Contratação Inicial (finalmente ficamos livres de concursos em Agosto);
6. Serão publicadas de listas das colocações em Reserva de Recrutamento;
7. Serão obrigatoriamente publicitados os itens a considerar dentro de cada critério de seleção dos candidatos à oferta de escola (entrevista ou avaliação curricular). É obrigatória a publicitação de listas graduadas dos candidatos.
8. Mobilidade DCE's - (com cuidada verificação de toda a documentação enviada, este DCE decorrerá do artº 68º do ECD e de despacho a publicar, que manterá as condições atualmente previstas na legislação em vigor).
9. Mobilidade interna (atual DACL) - será pedida uma previsão às escolas do número de possíveis candidatos a DACL (por excesso). Em agosto esta previsão pode ser alterada sendo apenas permitida a retirada de candidatos e não o seu acréscimo. Assim estes professores podem optar em ser só candidatos a DACL (1ª prioridade) ou DACL e mobilidade interna (atual DAR).
10. Mobilidade interna (atual DAR) – será permitida este ano, mesmo tendo já sido colocados em DAR em 2009/2010.
Lisboa, 11 de abril de 2012

FONTE: SPGL

Foi uma FESTA, ontem, na Comissão Parlamentar

Ontem, na Comissão Parlamentar houve stand up comedy, com a nossa amiguinha ex-MEC, Maria de Lurdes Rodrigues, diria mais: sit down comedy a propósito das derrapagens e piões na Parque Escolar, cita-se:

i) "Durante a audição que se prolongou por mais de duas horas, a ex-ministra da Educação fez uma defesa apaixonada do programa gerido por aquela empresa pública. “O programa da Parque Escolar foi uma festa para as escolas, para os alunos, para a arquitectura, para a engenharia, para o emprego e para a economia”, disse." Fonte: Público


ii) "A ex-ministra lamentou também que nas escolas se “considere ser luxo o que não é considerado como luxo noutros espaços”. Maria de Lurdes Rodrigues respondia assim às observações de deputados do PSD e do CDS sobre a compra de 12 candeeiros de Siza Vieira, por 1700 euros cada, para uma das escolas requalificadas e a utilização de materiais nobres em várias instalações, que também é criticada no relatório da IGF. " Fonte: Público


iii) "Rejeitando acusações de despesismo, Maria de Lurdes Rodrigues defendeu que o foi gasto no programa de modernização “foi o necessário para termos escolas de qualidade” e rejeitou que tivesse existido qualquer derrapagem nos custos. No seu relatório, a IGF refere que a evolução dos custos redundaria num aumento de 84% por comparação ao previsto em 2008 para a execução do programa na sua totalidade. O Tribunal de Contas aponta, por seu lado, um acréscimo de 218,5% por comparação à estimativa de 2007." Fonte: Público

terça-feira, 10 de abril de 2012

Em Cima do Joelho+ORDEM DOS PROFESSORES?+BLITZ

Hoje, depois deste merecido interregno pascoal, estava eu a pensar nas novas medidas do nosso ex-colega Nuno Crato (NC) e... cheguei à humilde conclusão que tudo é feito em cima (ou memo por baixo) do joelho:

i) Novo concurso de professores - quando é que será calendarizado (principalmente para os contratados) e como será este operacionalizado?

ii) Exames de professores para se entrar na apetitosa e aliciante carreira docente - realizam-se já neste concurso/fica para o próximo; é para todos os professores? Então andou-se a tirar um curso, depois fez-se a profissionalização para avaliar as nossas capacidades pedagógicas como docentes e agora um exame?

iii) Sinceramente, parece-me que está a haver um ataque nítido aos sindicatos, quer se goste deles ou não, pois um exame, seguido a um estágio, depois de um curso, cheira-me (não sendo eu perdigueiro, mas um rafeiro de um contratado) a uma medida embrionária de uma ORDEM DOS PROFESSORES.

iv) Depois desta efectivamente criada, os sindicatos de professores, à volta de trinta ou quarenta, tornam-se consequentemente obsoletos - os mários nogueiras da sindicância que se cuidem! Méfiez-Vous!

v) Provavelmente com alguma razão de ser (a existência de uma Ordem), porém não deve ser um qualquer governo a tomar esta medida per si. Cabe essa  iniciativa aos professores. Há certamente, aqui, uma nítida tentativa de controlo ou de limitação governamental de uma classe docente que tem, nestas três últimas legislaturas, sofrido um  verdadeiro Blitz.