Aventuras e desventuras dos professores, formadores, contratados ou a recibos-verdes que leccionam na Escola Pública, Profissionais, Colégios, IEFP's, Casa Pia, TEIP's em cursos de UFCD's, EFA's, EFJ's, CNO's, AEC's PIEF's, ...

Aceitam-se contributos: eanossaescolinha@gmail.com



sexta-feira, 25 de março de 2011

E mais uma (excelente) frase da semana

Hoje a Sr.ª (quase ex-) ministra da educação, afirmou:
“Não se interrompe um processo a meio do ano lectivo

De facto é sempre mais fácil parecer do que ser. Relembrando…
·         Renegociação dos contratos de patrocínio e de associação celebrados com as escolas privadas a meio do ano lectivo.

·         Cortes nos vencimentos dos professores a meio do ano lectivo.

·         Alunos que a meio do ano lectivo, foram obrigados a mudar de estabelecimento de ensino, uma vez que no inicio do ano lectivo os novos centros escolares ainda não estavam prontos.

·         Com o propósito de poupar a verba correspondente a um mês de salário ME decidiu, até 30 de Dezembro, suspender a contratação de professores, tanto por bolsa de recrutamento, como por “oferta de escola”, deixando, a meio do ano lectivo, muitos alunos sem aulas durante 2 semana.

·         Cortes salariais de mais de 10% para os professores destacados na Suíça, que com a respectiva rescisão dos seus contratos deixaram milhares de emigrantes, a meio do ano lectivo, sem professor de português.

·         Alteração do horário do ensino nocturno, que já com o ano lectivo a decorrer, provocou o encerramento de diversas turmas, deixando centenas de alunos sem aulas.

Num aspecto, dou nota 20 à Sr.ª ministra da educação: conseguiu adquirir todas as competências e habilidades que o Sr.(quase ex-) Primeiro-ministro lhe transmitiu.

8 comentários:

Fátima Inácio Gomes disse...

Muito bem visto! apoiado.

Anabela Magalhães disse...

EXcelente post!

Lelé Batita disse...

Muito bem observado! Bravo!

Maria Alice disse...

Brilhante! Para rir, se não fossem coisas nefastas...
E as alterações de novidades gravosas e sem sentido agora introduzidas, como o contrato de 4 anos, as férias repartidas e a formação aos sábado para os classificadores de exames?

Anónimo disse...

Só apetece vomitar!!!

Gotinha disse...

Gostei. Levei para o meu blog.

AC disse...

Boa!
PELA BOCA MORRE O PEIXE!

Anónimo disse...

Beatriz
Comentário oportuno e muito feliz. Devemos acrescentar que o trabalho da nossa querida ministra também terminou A MEIO!!!!!